Seguidores

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Turismo Rural

Forninhos apostou no Turismo Rural!
Desde já, aproveito para dar os meus parabéns aos autores desta iniciativa, que tenham força, coragem e orgulho, para continuarem sempre em frente, que possam dar a conhecer e fazer crescer a nossa terra, dando orgulho às nossas gentes.
Como filha da terra não posso deixar de dar a minha humilde opinião, acerca de um pequeno pormenor, que é o seguinte:
Penso que seria benéfico dar a conhecer os nossos produtos regionais, pois, estão pouco divulgados...falta uma lojinha para o comércio dos mesmos, desde o bolo de azeite, requeijão, queijo, presunto, morcelas, farinheiras, chouriças, torresmos, marmelada, compotas, míscaros, vinho, azeite...No meu entender, seria uma mais valia, tanto para os visitantes, como para o bem da nossa terra!
Mas...não sei se é possível, pois também não sei muito bem como funcionam certas burocracias!!!

6 comentários:

  1. Olá a todos



    Normalmente, estas casas de turismo de aldeia surgem com o apoio das autarquias, por serem sempre uma mais valia. Não me vou prenunciar sobre estas de forninhos, porque não estou autorizado para tal, no entanto dá para ver que estas casas estão entregues a elas próprias, não têm o apoio que é devido a uma casa de turismo de aldeia.
    Eu já aqui referi por mais de que uma vez, que Forninhos tem muito boas condições para se tornar numa aldeia turística, mas para isso terá que haver vontades e até agora não se viu qualquer intenção nesse sentido, daí, estas casas terem muitas dificuldades para sobreviverem.
    Não basta dar cursos e mais cursos que beneficiam não sei quem, não estou muito á vontade para falar deles porque nunca frequentei nenhum, mas estes jovens ou menos jovens que os andam a tirar, quais as perspectivas de futuro quando acabam de os frequentar? Será que na área do turismo de aldeia não seria uma das saídas?
    Como diz a Paula, lojinhas de produtos regionais são algumas, como também na doçaria tradicional e regional como o doce de abóbora, figo cereja, amora, maçã, pêra e outros tantos. Mas para isso seria necessário que os turistas por cá passassem, e quem são os turistas que chegam a uma aldeia, têm onde dormir e terão de ir a Aguiar da Beira para jantar. E que tem a aldeia para mostrar a quem nos visita? E no entanto tem tanta coisa bonita, mas mal aproveitada, para mostrar a quem por cá passar.
    Compete ás Câmaras Municipais, criar infra-estruturas nesse sentido, e apoiar os residentes para criarem o seu próprio trabalho, na sua terra, não me refiro a apoio monetário, mas sim apoio técnico nos projecto, encaminhamentos e encorajamento e não o contrário, (como alias, já aconteceu comigo) criar cartaz e divulgar como acontece em outros Municípios.

    Uma dedicatória para as gentes de forninhos.

    A aldeia de:
    Forninhos é linda e bela.
    Não há outra como ela.
    Na arte de receber.
    E se alguém duvidar.
    Vai de certeza voltar.
    Se nos vier conhecer.

    Um abraço a todos.

    ResponderEliminar
  2. Naquilo que consigo ver do funcionamento do turismo rural em Forninhos, é que as mesmas funcionam sem qualquer apoio da autarquia. Tratam-se de Casas que dependem somente do empenho, vontade e trabalho dos proprietários. Ora, também eu não quero melindrar ninguém, mas de tanta promessa espelhada no folheto de campanha do agora actual executivo, tudo bem espremidinho, o único item que vejo que pode trazer desenvolvimento à nossa aldeia é o item "Empresas e Investimento apoiar e angariar investimentos locais" (Apoio à dinamização das EMPRESAS LOCAIS; Apoio aos investimentos dos EMIGRANTES)- isto, a meu ver, é o motor de desenvolvimento de uma qualquer localidade. O Turismo Rural em Forninhos precisa deste real apoio JÁ!

    É como a recuperação de casinhas, que com o apoio da autarquia podiam ser aproveitadas também para turismo, mas...lá está, não basta haver turismo de habitação, há que apostar também na restauração, pois não faz sentido nenhum estar em Forninhos e ter de ir almoçar ou jantar a AGB!

    Outra coisa que a JF tem de apostar é a nível das comunicações. Hoje a maioria das pessoas pesquisa o turismo rural através da internet, usa o telemóvel para se comunicar! Em Forninhos para além de não haver cobertura total de internet, não há também cobertura de rede de telemóvel!

    ResponderEliminar
  3. Turismo rural é bom, faz muito bem à saúde física e mental e merece ser incentivado!

    ResponderEliminar
  4. O turismo rural de facto merece ser incentivado, principalmente quando há quem possa e queira investir, que se preocupe em recuperar antigos locais ou tradições, chamar gente de fora, gente que quer usufruir e se maravilhar com a natureza, que querem conhecer a região, sua história, cultura.

    Agora, se põem entraves é o mesmo que desincentivar, é o mesmo que deixar “adormecer” as aldeias, é o mesmo que promover a desertificação, é o mesmo que não criar postos de trabalho, é o mesmo que não querer o desenvolvimento do seu concelho.

    É de louvar todos aqueles que desejam contribuir para o desenvolvimento de uma região cada vez mais abandonada! Mas é de lamentar que o poder local e central não incentive e não apoie aqueles que querem investir na sua terra.

    ResponderEliminar
  5. o turismo rural foi uma coisa positiva mas podia ser mais positiva se fosse melhor explorado.na minha maneira de ver as coisa o que faz falta em forninhos e na região é um restaurante ou ate um comes e bebes com produtos regionais e não so.Eu sei do que estou a falar porque como trabalho num pais que vive praticamente do turismo e como trabalhei mais de 10 anos na gastronomia um comes e bebes é uma das coisa principais.eu agora queria perguntare se alguem qisere investire em forninhos em um retaurante ou como eu disse antes um comes e bebes que ajuda dava a junta ou a camara? fica esta pergunta se alguem me puder responder agradecia.

    comprimentos para todos.

    ResponderEliminar
  6. Olá Luís,
    Tentarei responder ao teu comentário, embora não seja a pessoa mais indicada.Não sei se é do teu conhecimento ou não, mas uma das promessas eleitorais ou linhas de acção (como lhe quiserem chamar) da JF de Forninhos, é o Apoio aos investimentos dos EMIGRANTES (espero eu que seja para todos e não para algum em especial lol).

    Um Restaurante ou um Pronto a Comer em Forninhos, além de poder criar postos de trabalho que ajudem a fixar as pessoas na sua terra, chama gente de fora, logo em termos económicos o concelho só tem a ganhar! No caso do turismo rural também é vantajoso, já que os visitantes (se o quiserem), já não têm de ir a outra localidade almoçar ou jantar, no fundo, é um investimento que só trás vantagens, desde que bem explorado, claro!

    Outro tipo de investimento que se relaciona com o turismo rural é apostar em visitas guiadas e até no aluguer de bicicletas, por exemplo. Às vezes olhamos as coisas e nada vemos. É preciso aprender a olhar, é preciso deixarmo-nos levar pelas histórias dos sábios filhos da terra, conhecer a aldeia com quem ali nasceu e cresceu, que tanto têm para nos contar, para nos mostrar. Histórias passadas de geração em geração e que seria uma pena não serem transmitidas. Coisas que por vezes passamos e nem sequer vemos ou reparamos, mas que estão lá, e que resistiram até aos dias de hoje. Acho que só assim se poderá conhecer a “alma” de Forninhos.

    É como o lugar de S. Pedro, eu já lá fui “N” vezes e dependendo do/a “Guia” que nos acompanha, todas as vezes descobre-se um pedacinho de história. As visitas guiadas deveriam ser uma aposta, mas para tal há que a autarquia dar apoio aos proprietários com urgência, dar apoio a quem quer investir, aos jovens residentes, aos emigrantes ou outros, só assim é possível haver desenvolvimento da aldeia e mesmo começando hoje, os resultados só serão visíveis se calhar daqui a 10 anos! Forninhos é uma aldeia que tem tudo para viver do turismo! Que venham os reais apoios e de certeza que haverá quem queira investir!

    Bjs
    Paula

    ResponderEliminar

Não guardes só para ti a tua opinião. Partilha-a com todos.