Seguidores

sábado, 24 de setembro de 2022

Até ao lavar dos cestos é vindima

Embora com bastantes lacunas, inverdades e omissões, por ignorância ou por outra qualquer razão (será que somos contra a nossa história?), tenho de reconhecer que, sobre este tema, as fotos publicadas na monografia "Forninhos, a terra dos nossos avós" representam muito bem o nosso passado.


Antoninho "Matela" - meu avô materno

Na minha meninice ia sempre à vindima do meu avô e ele contava sempre aos netos que uma velha no Douro só com os bagos fez cem pipas de vinho!! Acho que a velha do Douro fazia parte das vindimas do Dão da altura.
Até parece que estou a ouvir o meu avô:
- Vamos lá meninos, toca a apanhar também os bagos do chão. Olhem que uma velha no Douro fez cem pipas de vinho só com os bagos...sabiam?
Coitada da velha, pensávamos! Longe de nós pensarmos que todo o vinho é feito com os bagos das uvas.

Fotos copiadas da referida monografia.

domingo, 18 de setembro de 2022

Amora-Silvestre

"Minha amora negra/minha flor silvestre/toda a gente soube/ que um beijo me deste..." e lá continua a cantiga...


Amora-silvestre (Rubus Fruticosus), é um fruto de arbustro vulgarmente designado por silvas, que velhos e novos bem conhecem, porque as silvas abundam por todo o lado.
As flores brancas ou rosadas, diz a Wikipédia que florescem de Maio a Agosto (no hemisfério norte), dando após a frutificação as amoras de uma cor vermelha e depois negra que são usadas para composição de sobremesas, compotas e, por vezes, vinho.


Mas comidas simples também são ótimas!
- Gostas de  amoras? Então vou dizer ao teu pai que já namoras.
Esta era das frases que mais se ouvia no tempo das amoras.

quarta-feira, 24 de agosto de 2022

Entre Cruzeiros e Alminhas

Não tenho fotos de todos, mas ficam aqui inventariados alguns pequenos monumentos tradicionais de grande religiosidade e culto dos mortos da nossa terra.

Cruzeiros

- Cruzeiro da Sapa no limite entre Forninhos e Dornelas
- Cruzeiro junto à Senhora dos Verdes em honra da Irmandade de Penaverde
- Cruzeiros de Nossa Senhora dos Verdes

Cruzeiros de N.S. dos Verdes

- Entre a Senhora dos Verdes e o Bairro do Porto há +2 Cruzeiros
- Cruzeiro do Porto onde se recitava o responso final aos defuntos dos Valagotes
- Cruzeiro junto à Casa de Turismo Rural Fonte da Lameira
- Cruzeiro dos Centenários junto à Sede da Junta de Freguesia
- Outro Cruzeiro na Rua das Alminhas ao chegar à Igreja
- Cruzeiro Paroquial no adro da Igreja

Cruzeiro Paroquial

- Cruzeiro de Nossa S. de Fátima em honra dos povos de Sezures e Esmolfe pela sua fidelidade ao voto a Nossa Senhora dos Verdes

Cruzeiro de N.S.de Fátima

- Cruzeiro do Carvalho da Cruz em direção à Quinta da Ponte
- Cruzeiro em memória do Lúcio e Leonel, junto ao Carvalho da Cruz. Foi no dia 05 de Setembro de 1974 que um infeliz acidente de tractor ceifou a vida a dois jovens de Forninhos. 
- Leonel Bernardo Freitas dos Santos - 15 anos 
- Lúcio Marques de Almeida - 34 anos 

Que descansem em Paz!

Já agora:

Estávamos no início da década de oitenta - 24 de Agosto de 1981 - quando no regresso a França, após umas desejadas e merecidas e felizes férias, um casal de emigrantes morre num trágico acidente de viação.
Lembramos neste dia:
- Aurora de Jesus Albuquerque Diogo - 46 anos (N. 30-01-1935 F. 24-08-1981) 
- Antonio de Almeida Lopes - 50 anos (N. 13-03-1931 F. 24-08-1981)

Que descansem também em Paz!

Alminhas

- Alminha na casa que foi do tio Eduardo Craveiro 
- Alminha da Lameira, no interior dum pátio, em frente à casa que foi do tio Luís Moreira
- Alminha perto do bairro do Porto no início do caminho que vai para o Fontelheiro

Nicho do Parque das Merendas, Valagotes

- Nicho do Parque de Merendas de Nossa S. de Fátima, juntamente com o marco de passagem da imagem de Nossa Senhora pela nossa terra, em 13-08-1951
- Não esquecendo o nicho com uma imagem de Nossa Senhora de Lourdes, nos Valagotes

Nicho de N.S. de Lourdes, Valagotes

E deve haver mais...

domingo, 7 de agosto de 2022

Cartaz da Festa de Agosto 2022

Nas palavras de Aquilino Ribeiro que eu modifiquei "o mês de Agosto c' os seus santos ao pescoço não tinha melhor que a Senhora da Lapa dos Verdes. Seria este santuário que mais peregrinos concentrava no dia das sua festa, a maior parte das povoações à roda, mas muitos vindos de longe".


Desejando uma boa festa, este ano o destaque vai para o Jogo de Futebol no dia 14, que é uma tradição que acontece desde que o Covid não se impõe e também a presença imperdível da Fanfarra Original Bandalheira, no dia 13. 
Depois dos Grandes Arraiais ...vem o Grande Dia 15, o dia de Nossa Senhora dos Verdes, que milagrosamente nos tem protegido dos incêndios florestais. Vamos agradecer participando na procissão que é às 14hoo, seguida de missa campal.

VENHAM ATÉ À FESTA DE FORNINHOS!!

Obrigada a todos os que comentaram o cartaz. A normalidade voltou e a festa foi um sucesso. Comissão e voluntários estão de parabéns! Os andores foram armados com bom gosto e bonitas cores. Ora vejam o principal,  o de N.S.dos Verdes:


Continuação de bons dias de Agosto.
Até dia 24.

(Adicionado a 22-08-2022)

segunda-feira, 1 de agosto de 2022

Até à praia

Como Agosto é sinónimo de praias cheias, viajamos nas nossas memórias até à praia. Até à praia molhar os pés. Até à praia apanhar conchas do mar para trazer para casa como recordação. Até à praia ver as traineiras e os pescadores a puxar as redes e ver a sardinha a saltar.
Servia este dia certamente de bálsamo para os homens e mulheres que trabalhavam as terras durante todo o ano.


Bom mês de Agosto🏖️