Seguidores

sábado, 31 de agosto de 2019

A latada

As uvas na latada parecem querer lembrar-nos aquela história da "raposa e das uvas" que por estarem altas dizia estarem verdes.
Mas não tarda vai ser outra a história...


pois os cachos estão a amadurar e prometem uma boa sobremesa 🍇 🍇 🍇 


É tão bom reparar nestes pormenores e por tal, esperamos que vos desperte o prazer de recordar a alegria das vindimas. Sabemos que hoje tudo se faz ao ritmo da hora (tempo é dinheiro), mas as uvas ainda são o que eram.

quarta-feira, 28 de agosto de 2019

Festa da N. S. dos Verdes, os andores

Aconteceu, como acontece sempre desde que há memória, a 15 de Agosto, em Forninhos a Festa em Honra da Nossa Senhora dos Verdes. Este ano destacamos os andores da procissão, santos e santas que merece(ra)m neste dia acompanhar a advogada dos frutos e sementeiras.

Altar de N.S.dos Verdes




Andor de N. S. dos Verdes

Aos mordomos fica o reconhecimento pelo trabalho feito nos festejos religiosos no terreiro de Nossa Senhora e também pagãos, na Lameira.

quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Nossa Senhora dos Verdes

Mais uma vez se vai realizar no dia 15 de Agosto a tradicional e centenária festa em honra de Nossa Senhora dos Verdes. Há que treinar as cantigas:


I
Nossa Senhora dos Verdes
Vossa capela cheira
Cheira a cravos, cheira a rosas
Cheira a flor de laranjeira
II
Nossa Senhora dos Verdes
Que tendes na mão que cheira
Camisinhas do Menino
Que vão para a Lavadeira
III
Nossa Senhora dos Verdes
Quem vos varreu a capela
Foram as moças de Forninhos
com um raminho de marcela
IV
Nossa Senhora dos Verdes
Quem vos varreu o terreiro
Foram os moços de Forninhos
Com um raminho de loureiro

Do Cancioneiro popular português (José Leite de Vasconcelos):

I
Nossa Senhora dos Verdes
Tem um tear à janela
Dá-lhe o vento e dá-lhe a chuva
Toda a teia lhe quebra
II
Nossa Senhora dos Verdes
Dizei-me onde morais
Moro em Santa Maria
No meio dos pinheirais
III
Nossa Senhora dos Verdes
Eu no seu caminho vou
Tantos anjos me acompanhem
Como de passadas dou
IV
Nossa Senhora dos Verdes
O seu caminho tem giestas
Bem podeis Vós Senhora
Vê-las de rosas abertas
V
Nossa Senhora dos Verdes
Bem me podeis perdoar
Eu venho por ver as moças
Não venho por Vos rezar
VI
Nossa Senhora dos Verdes
Pequenina e airosa
Eu venho de cá tão longe
Para ver tão linda rosa
VII
Nossa Senhora dos Verdes
Tem um filho serrador
Que lhe serrou a madeira
Para o altar do Senhor
VIII
Nossa Senhora dos Verdes
Tem uma cerdeirinha à porta
Corte-me cá um raminho
Para pôr na minha horta
IX
Nossa Senhora dos Verdes
Para o ano lá hei-de ir
Ou casada, ou solteira
Ou criada de servir


Sem os patrocinios que se associam à festa, a mordomia já divulgou o cartaz 2019.
Atenção que a festa civil começa já dia 13.
Façam a leitura do cartaz e apareçam, pois com Todos é maior a festa.