Seguidores

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Valagotes - Festa de Santo Antonio

Embora não sendo natural da freguesia de Forninhos, não creio que os meus amigos se importaram, de que seja eu a divulgar a festa de Santo António, da vossa freguesia, mais propriamente na povoação de Valagotes!
O Santo António venera-se numa pequena capela românica, com o seu portal em arco de volta completa e, com um campanário mais recente, mas mesmo assim de alguma antiguidade!
No Domingo vai animar a festa uma Banda da "terra de Algodres"; o K5.
Venham divertir-se e conhecer esta freguesia, todos quantos a não conhecem!

10 comentários:

  1. Boa festa à todos vocês! De minha parte, se estivesse perto, por certo não a perderia. Um abraço, Yayá.

    ResponderEliminar
  2. Paula,

    Se você for, quero ver as fotos dessa festa. Rs
    Tenha uma linda semana.
    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Caro amigo Al fez muito bem divulgar a festa de Santo António nos Valagotes, obrigada, só que não me parece que seja nos dia 29 e 30, antes é dia 28 e 29 de Julho (a descrição está certa). Há discrepância nas datas.
    Faço notar que agora a festa de Santo António é no último Domingo de Julho, mas há anotação que se realiza em meados de Julho ou no 3.º Domingo de Julho, no mesmo fim-de-semana da Feira das Actividades Económicas do concelho de Aguiar da Beira. Coincidência ou influência?
    Registo para recordar que os moradores dos Valagotes já quiseram fazer a sua festa no dia 18 de Julho (Dia de Santa Marinha)…e como calculam, ao tempo, foi uma ‘guerra’ entre os de Forninhos e Valagotes…(já passou). Mas também já foi festejada pelo Santo António, em Junho (ainda me lembro lá ir a pé).
    Não sei se estarei por Forninhos no último fim-de-semana de Julho (ainda não marquei as minhas férias).

    Saudações festivas!

    ResponderEliminar
  4. Valagotes é anexa de Forninhos e quer em termos religiosos, quer em termos civis, depende de Forninhos.
    No relatório de 1758 sobre Forninhos o Cura referiu a Capela de Nossa Senhora dos Verdes e de Santo António. Acho estranho que na visita às 2 Capelas em 1916, ao que li, haja dúvidas quanto à devoção ao Santo (Santo António ou Santo Amaro?). Registo também isto só para recordar, já que a imagem original, provavelmente, sempre foi a de Santo António, que não tenho a certeza, mas creio que o Santo agora encontra-se na nova Capela e é de lá que sai a procissão com o(s) andor(es). Mas não sei se no dia da festa abrem a porta da antiga Capela, pois já há muitos anos que não vou à festa de Santo António, nos Valagotes.

    ResponderEliminar
  5. Esta é mais uma das muitas festas a que não consigo de comparecer, e que gostaria de participar, Valagotes é uma mini aldeia bem simpática e acolhedora, só por uma vez consegui de ir a essa festa.
    Forninhos até Agosto :)

    ResponderEliminar
  6. Nao faz muito sentido celebrar-se o S. Antonio em Julho, mas como a tradicao ja nao e o que era!
    No entanto o caso de Valagotes nao e unico por ca!

    Um abraco a todos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois não, o Santo António é em Junho. Mas sabe que tais mudanças foram consequência do despovoamento das nossas aldeias, daí se agendar a festa da terra por causa dos emigrantes que são quem (ainda) trazem alguma vida às aldeias e, por outro lado, algumas pequenas povoações vão tendo a sua 'troika', que nada percebem da tradição, só que é quem tem dinheiro para que as festas sejam realizadas…por isso é que as festas cada vez menos têm cariz religioso.
      A Igreja também pouco ou nada se importa que não se celebre o St.º António em Junho. Ser em Junho ou fim de Julho é a mesma coisa!
      A aldeia de Forninhos e penso que a Matança (St.ª Eufémia) nisso são bem diferentes de outras aldeias próximas, o povo festeja as suas festas religiosas nos dias próprios, quer sejam feriado ou não, não sei é até quando…porque o despovoamento parece não ser uma preocupação real e é aquilo que sabemos, é tentar gerir a miséria até ao fim e 'olhe' no futuro as nossas aldeias serão objecto de estudo onde se procuram vestígios do passado!

      Eliminar
  7. Belo trabalho, Paula, este de divulgar as festas dos povos. Por exemplo, por seu inermédio, fico agora sabendo da existência da aldeia de Valagotes. Para mim, isso vale muito.
    Obrigado.
    Abraço.
    Gilson.

    ResponderEliminar
  8. Obrigada Gilson. Felizmente podemos contar com gente boa que nos envia os cartazes para mostrar o que se faz pelas nossas terras. O cartaz da festa dos Valagotes, por ex, foi publicado pelo Contribuidor ‘al cardoso’ (EUA), pois dos Valagotes nunca cá chegou nada, parece que somos todos da mesma terra, mas só no BI (e os novos cartões já nem inscrito tem a naturalidade). Mas, nós por cá, sempre falaremos dos Valagotes quando houver motivo.
    Como já vem sendo tradição, esta festa começa com o torneio de sueca (Sábado dia 28) e vai ter o seu ponto alto no dia 29 de Julho (Domingo) com a missa em honra de Santo António, seguida de procissão.
    Espero que a festa decorra bem e com muita animação <:o)

    ResponderEliminar
  9. Há muitos anos que não vou à festa dos Valagotes, lembro-me de ir quando era criança com os meus pais, íamos a pé como naquele tempo não havia muitos meios de transporte, a todas as festas que íamos o trajeto era feito a pé, como íamos para uma festa o trajeto ser feito a pé ou de trator era uma felicidade.
    Lembro-me da festa dos Valagotes ser na Capela antiga, tinha um sino pequeno no cimo da Capela com uma corda para tocarem o sino, como a corda chegava quase até ao chão para nós quando eramos crianças, era um divertimento tocarmos o sino no dia da festa e fugíamos para ninguém ver quem tinha tocado o sino, os moradores da aldeia a que não ficavam nada contentes com a nossa brincadeira.

    ResponderEliminar

Não guardes só para ti a tua opinião. Partilha-a com todos.