Seguidores

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

De 09-11-2015 a 09-11-2016

Para compreender o presente é preciso primeiro conhecer o passado, então ao preparar o 7.º aniversário d'O Forninhenses, fui ver do que falei no último ano - faz bem e refresca a memória - e aqui ficam os doze títulos que escolhi e também os resumos de cada um dos post's: 

De 09 de Novembro de 2015 a 09 de Novembro de 2016

1
Olhar mais a sério para Forninhos: "Soubemos recentemente que Forninhos tem sido alvo de assaltos nocturnos. Pela calada da noite já assaltaram o cemitério e uma fonte nos Valagotes para roubar peças de bronze e cobre que ali existiam.

2
Searinhas de trigo do presépio: "No dia 8 de Dezembro, dia de Nossa Senhora da Conceição, em Forninhos, à semelhança de outras aldeias do país, era dia de semear os canteririnhos de trigo para o presépio (= sementeiras ou searas do Menino Jesus). Era um belo trabalho feito com dedicação pelas mulheres que se dedicavam às práticas da Igreja e da Religião Católica."

3
As árvores da saudade: "Nesta Quadra de Natal é devido que dirija uma prenda especial a todos os nativos de Forninhos. As árvores da saudade...imagens de um Forninhos desaparecido.

4
Forninhenses em terras do Brasil: "Desta vez fui à busca dos dois filhos dos meus bisavós Teresa e Eduardo que emigraram para o Brasil...Este registo permitiu-me chegar a outros forninhenses em terras do Brasil, gente que partiu para lá entre 1920 e 1960 em busca de uma vida que fosse para além do trabalho agrícola de sol a sol e que muito de nós não conhecemos.".

5
Raízes: "Anos 60 do Século XX, anos complicados! O início da Guerra do Ultramar condicionou a vida da nossa Gente, nos anos da Guerra Ultramarina a freguesia de Forninhos chorou pelos seus rapazes, choro de morte, de aflição...Mas o pulsar das populações não parou. Durante este período mantinham-se as tradições e as crianças iam à escola e catequese; os casamentos e nascimentos aconteciam e até houve Missa Nova na Terra.

6
Mestres-Pedreiros de Forninhos no séc. XVIII: "António Ferreira do lugar de Forninhos comarqua de Linhares bem assim António Esteves do mesmo logar de Forninhos comarqua de Linhares...eles oficiais de pedreyros tabaliam em fazerem a obra da capella de sam Miguel sita em o termo desta mesma vila ao cimo do povo (...).
Capela de S. Miguel da Matança; esta obra foi feita por mestres-pedreiros de Forninhos!"

7
Os bailaricos: "Na primeira metade do século passado, o bailarico era a principal atracção nas tardes de domingo (excepto na quaresma), onde todos dançavam ao toque duma concertina ou uma gaita de beiços (realejo), com modas da tradição musical e popular: fandangos, contradanças, viras e corridinhos, em que o próprio tocador não perdia uma.
...hoje, quase só por iniciativa das comissões de festas e autarquia ainda se consegue trazer à memória e à saudade do povo, o antigo baile popular.".

8
Santa Bandeira: "A Santa Bandeira, símbolo da Irmandade, tem duas faces. Na primeira, a imagem de Santa Marinha com a palma do martírio numa mão e um livro fechado (símbolo da pureza) na outra mão, e do outro lado a Mãe e o Menino, com a coroa da glória...
...a antiga Santa Bandeira (restaurada em 2013) e que se encontra afixada na Igreja, no lado do altar dedicado a Nossa Senhora de Fátima, tinha no verso o Sagrado Coração de Maria fora do peito.".

9
Hino de Forninhos: "O Sr. Pe. Matos fez a nova composição do "Hino de Forninhos", de acordo com o que secularmente se produzia de modo a cobrir as necessidades locais e com a música da canção dos Cortejos.
Mas em Julho/2016, a Sra. Mariana Vaz alterou os III e V versos/quadras e acrescentou mais dois versos/quadras.".

10
Forninhos na História da Diocese: "Já saiu a História da Diocese de Viseu, uma obra de cariz historiográfico, em três volumes. Forninhos é a freguesia mais bem representada no que tange ao número de fotografias...precisamente no 3.º volume da obra.".

11
Forninhos -Clima ameno: "...a minha terra até tem um clima muito ameno. Claro que no Verão o calor é mesmo muito e no Inverno o frio até corta, mas numa manhã de Outono como a de hoje, Forninhos mostra um tempo bem mais ameno que outras terras vizinhas. Nas redondezas as temperaturas são abaixo das da minha aldeia e as altitudes são acima."

12
Novas da Capela: "À data em que fora erigida a capela (digamos em 1696), o alpendre não existia. E acrescento uma nota imaginária (ninguém me levará a mal por isso): depois do povo construir uma igreja maior, para poder comportar mais gente, fora desejo do mesmo povo ter uma capela maior. Tornou-se realidade esse desejo e construiu-se o alpendre em 1838, conforme data gravada.".

Daqui a uns dias  publica-se o resumo dos post´s do XicoAlmeida.



A TODOS AQUELES QUE PACIENTEMENTE ME LÊEM E ATÉ TÊM A MAÇADA DE ME PRENDAR COM A SUA OPINIÃO, O MEU BEM-HAJA. A VOSSA PARTICIPAÇÃO PERMITE UM MAIOR DINAMISMO DO BLOG, POSTAGENS MAIS FREQUENTES E PERMITE ACIMA DE TUDO UMA MAIOR PARTILHA SOBRE FORNINHOS.

25 comentários:

  1. Que lindo retrospecto e fico feliz em ter acompanhado senão tudo, quase! beijos e tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada "joaninha". Sem falsa modéstia estou muito satisfeita pela caminhada que temos feito sempre em boa companhia.
      Um abraço de amizade.

      Eliminar
  2. Exceptuando o tempo que estive fora, acompanhei com prazer os seus textos sempre muito interessantes.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada. A mais valia deste espaço é mesmo os textos que se vão escrevendo e os novos amigos que se vão conquistando.
      Abraço amigo.

      Eliminar
  3. É sempre um gosto passar por aqui e ver a dedicação à vossa terra ... suas gentes ... tradições e História com histórias!!!
    bj amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo reconhecimento.
      bj amigo.

      Eliminar
  4. Adoro passar por aqui, pois interesso--e muito pelas nossas tradições, apesar de ter sido criada longe delas.

    Parabéns por tão belo e cultural blogue. Um cantinho de qualidade!
    Espero que andes por aqui por muitos mais anos.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porque no mundo real (e no virtual) só o que tem qualidade perdura, estamos prontos para a caminhada do oitavo ano...
      Beijinhos e obrigada pelo apreço.

      Eliminar
  5. Ainda parece que foi ontem que "isto" começou...
    Uma busca constante de aprofundar e melhor honrar as nossas raízes, as nossas gentes.
    Agora que decorreram sete anos, houve que "partir muita pedra", mas jamais se "engoliram sapos".
    Numa comunidade pequena como a de Forninhos, há que ter coragem para mexer com determinados tabús instalados e acolitados, os que colocam as pedras no caminho deste blog que caminha independente.
    Aqui e em cada mais um ano que passa, fica um legado para os mais novos e vindouros. Tomaram muitas aldeias terem um legado desta dimensão, quem somos, de onde viemos, reverem os seus antigos e estórias sobre tais e porventura os ajudar fruto dos ensinamentos antigos, a tomarem o rumo mais certo para o futuro.
    Pessoalmente sou um privilegiado por aqui poder escrever, manifestar e partilhar o que sinto pela minha terra.
    Bem hajas Paula.
    Sinto-me feliz por colaborar neste lindo e cultural projecto e agora vai continuar a ser um dia de cada vez na mesma senda.
    Dentro de dias trarei aqui um resumo dos "meus" com muita honra.
    Parabéns ao blog, a ti, a todos que carinhosamente acompanham e a Forninhos por dar pela sua história, motivos para continuar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alguns tentaram deitar abaixo o Nosso Blog porque este é daqueles que começou a dar que falar logo depois de ser gerado!
      Mas passados que vão 7 anos...cá estamos "de pedra e cal" a atirar as pedras e a não esconder a mão!
      Com isto, já atingimos 520 mil visualizações e este belo numero, só foi possível atingir, graças também ao teu esforço e dedicação. O teu trabalho está à vista, nas faz o "resumo" não só porque faz bem e refresca a memória, mas também porque recordar é sempre viver novamente.
      Bem-hajas tu.

      Eliminar
  6. .....
    Como é possível o "Homem" fazer "História" e ser tão pequeno
    perante ela.

    Parabéns
    MG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O António despertou em mim vontade de cantarolar: "O esforço é grande e o homem é pequeno".
      Grande era o poeta que escreveu tais versos.
      Um abraço.
      Estamos todos de parabéns.

      Eliminar
    2. Paula

      Às vezes penso na compensação que a " História" nos vai dar depois de partirmos.
      A " vossa", " nossa" , "minha" obra de que servirá para os nossos netos e já nem falo em filhos....
      Será que vamos ser reconhecidos ?

      E em consciência trabalhámos para o Bem . E tanto mal
      nos espera ...( a ruptura do Capitalismo é um abismo global que está bem patente nos ordenados da CGD , agora e sempre, como exemplo !! )

      Quando faço reciclagem de lixo,quando ando de metro , quando não penalizo a comunidade em beneficio meu / pessoal, faço " História" ou faço de estûpido ?
      Estar preocupado com o ambiente, com a "minha aldeia"
      com a minha rua , valer-me-á o quê ?
      Quando passo no Areeiro e vejo a Praça Sá Carneiro com o busto do fundador do PPD / PSD, interrogo-me ?
      Mas...se este homem apenas merece um busto, sem jardim, eu nem foto para memória futura vou merecer?

      Entendem-me ?
      As fotos dos jornais só vendem com corruptos, ladrões e violadores . Ás vinte jantamos com sangue na Siria e Iraque. Ao almoço degerimos o fugitivo de Aguiar, ao lanche temos o Big da Teresa Guilherme.

      Daqui a 100 anos pensarão em nós ,como nós hoje nos nossos avós ? Duvido.
      Se matassemos seríamos assasinos se pagamos as contas direitinhas não fazemos mais do que o nosso dever !!

      Daí o mérito deste Blog. Quebrar regras. E se eu não conhecesse a "vossa" aldeia ,para aí já tinha partido em busca de História pela grandeza da vossa mensagem.

      Se cada cantinho português tivesse um Paula e um Xico
      a esta hora de Caminha a Monte Gordo,do Corvo ao Arco
      seríamos mais país , mais cultura e mais saber, que tanto falta nos faz .

      O Tempo passa a correr......bem melhor o Tempo de uma oliveira !

      Abr
      MG

      Eliminar
  7. Viva Forninhos! Um lugar agradável que gosto sempre de conhecer suas histórias!!
    Parabéns p Paula e Xico pelo empenho e amor na defesa e vibração a cada dia... Forninhos merece e agradece, certamente!

    Um abração carinhoso

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Anete.
      Esta página aberta a todos, prestigia e, de que maneira, esta aldeia, mas daqueles que representam Forninhos nunca eu recebi uma migalha de agradecimento e vão sete anos de promoção de Forninhos, por Forninhos e suas gentes rijas e não em causa própria!
      Abraço Grande!

      Eliminar
  8. Boa noite Paula,
    Gostei desse resumo e como estamos não tarda no fim do ano fez um excelente destaque dos artigos que publicou.
    Já sabe que vos admiro imenso, porque mesmo longe da vossa querida terra a têm sempre no pensamento e defendem-na como poucos!
    Convosco aqui tenho também recordado muitas situações que vivi nos meus primeiros treze anos na minha aldeia e que jamais esquecerei.
    Obrigada a ambos.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ailime!
      Sei que esta página ao longo de sete anos serviu para os que estão longe matarem as saudades das origens (tanto melhor que seja assim). Da minha parte eu é que lhe agradeço por nos acompanhar, recordando o que viveu na sua aldeia, as suas memórias só engrandece o nosso Blog.
      Beijos&Abraço.

      Eliminar
  9. Parabéns Paula, pelo grande trabalho que tens feito.
    Um beijo grande.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Lurdes e uma beijoca também para ti :-)
      Tenho dado o pouco que sei e posso. Quem dá o que pode!… Não será muito, mas é o possível, se calhar, por isso e por vezes, não merecemos uma ou outra maldade que nos fazem, mas Forninhos hoje é como é está quase tudo dito, mas nada de resignação, temos que reagir, como podemos...
      Vamos continuar e contamos contigo!

      Eliminar
  10. Boa tarde, querida!
    Parabéns e temos o mesmo tempo de blog... que bom perseverarmos no bem em comum!
    Seja ele motivo de sua alegria e interação com amigos!
    Bjm muito fraterno e festivo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela visita!
      Parabéns também pelo seu Blog e votos dos maiores sucessos.
      Beijo.

      Eliminar
  11. Blog de parabéns, aos seus mentores, bem hajam. Bem hajam também, aqueles que aqui vêm mas nada dizem, fica o registo de entrada. Bora lá, ao oitavo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Henrique, quando vemos o contador mais nos devemos orgulhar por fazermos parte de um conjunto de pessoas que dizem o que pensam, sem ter medo das consequências. Ainda bem que assim é. Aliás se assim não fosse provavelmente muitos dos que aqui vêm e nada dizem, por medo (se têm medo é porque temem as consequências),já cá não viriam "picar".
      Não estamos "atados" a ninguém e por isso vamos ao oitavo, pois!
      Um abraço.

      Eliminar
  12. Anónimo11/18/2016

    Parabéns Paula pelo 7.º aniversário do BLOG DOS FORNINHENSES.
    Que venham muitos mais anos, contribuindo com isso para o conhecimento das nossas terras, das nossas gentes e tradições.
    Continua firme nos teus ideais.

    Os meus cumprimentos
    José Alexandre

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada Alexandre. O presente só terá verdadeiro sentido se não esquecermos o passado.
      Nós vamos continuar a falar do nosso torrão natal, sem medos e, ao mesmo tempo, contra o poder instalado e a conveniência, sempre a favor dos sofreram e sofrem represálias e discriminações.
      Acredito que em breve se fará justiça...por Forninhos!
      Um abraço.

      Eliminar

Não guardes só para ti a tua opinião. Partilha-a com todos.