Seguidores

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Este ano vamos à 6.ª Caminhada



Lembramos a todos que a 6.ª caminhada em Forninhos, Rota do Castelo dos Mouros, está agendada como já vem sendo hábito para o Domingo anterior à festa de Agosto. Esta forma de promover o património paisagístico e histórico da terra, através das caminhadas na natureza, tem sido um dos pontos fortes da acção da Junta de Freguesia de Forninhos.
Vamos então preparar as "sapatilhas" para uma actividade que dá saúde, anima e faz muito bem para quem participa, pois fica a conhecer muito melhor os nossos caminhos que nos contam história e estórias.
Boa caminhada.

17 comentários:

  1. HUM, Paula, fiquei com um desejo enorme de colocar "sapatilhas" e fazer essa caminhada!...
    Imagino a diversão e o aprendizado deste evento!
    APROVEITEM BEM! SERÁ LINDO!!!

    Abraços

    ResponderEliminar
  2. Maravillosa iniciativa llena de buen paisaje, compañerismo, tradición, naturaleza y belleza.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  3. Nunca participei neste belo evento, mas em princípio será este ano.
    Rever mais uma vez aqueles locais míticos da nossa serra, desfrutar e conviver, apesar do presumível calor, nada melhor que a sombra de um pinheiro e pôr a conversa em dia.
    E em forma de passeio, coisas haverá que nos encherão de alegria.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  4. Estas caminhadas na natureza, foi uma boa iniciativa da Câmara Municipal e Juntas de Freguesia, e eu já participei em várias e conto também este ano percorrer a "rota do castelo dos mouros".
    A data escolhida (Domingo anterior à festa do 15 de Agosto) proporciona que muitos que se encontram fora da sua terra possam participar, só é pena, por vezes, a correria, já que a correr não dá para admirar convenientemente o património histórico e paisagístico. Não se diz que "depressa e bem, não há ninguém (quem)"? Pois alguns não sabem isso... e então vão com a pressa toda!
    A ver vamos...como corre este ano ;)

    ResponderEliminar
  5. Obrigada pelo comentário, Xico.

    Essa atividade deve ser muito interessante. Espero que seja um enorme sucesso.

    ResponderEliminar
  6. Será tri legal,desejo e espero!! beijos praianos,chica

    ResponderEliminar
  7. Uma vez mais vou estar presente, só espero que não seja como a do ano passado que foi uma correria louca, onde todos pereciam querer chegar em primeiro para o troféu erguer, mas isto não se trata de uma competição, mas sim um passeio onde estão presentes pessoas com alguma idade e já não conseguem de acompanhar os mais jovens, há que saber aproveitar o saber dos mais antigos para que estes nos possam indicar lugares e o que por lá se fez e como eram.
    Então como diz a Paula, toca a preparar as sapatilhas e dar cordas às pernas que a caminhada já se aproxima a passos largos.

    ResponderEliminar
  8. Eu pensava que estas caminhadas eram motivo de convivio sem pressas, degustando neste ano um local aqui venerado em homenagens escritas e comentarios extasiantes por quem a nao conhece.
    Custa crer as correrias, mesmo sem saber o porque de tal.
    Por certo serei dos ultimos a regressar, sem pressa do petisco e do copo.
    Ter a companhia dos mais idosos, os que ficam para tras, ouvindo uma ou outra historia, admirada pelos mais pequeninos, respeitda pelo silencio das penedias, com calma, ao sabor do martelar de tamancos imaginarios de outrora, agora sapatilhas de marca.
    Parando aonde apetece, isso sim imageinei o que seria e ate li, uma caminhada.
    Seja como for, a serra continuara imutavel, de bracos abertos em qualquer dia, para a todos receber.
    Mas o Castelo dos Mouros, lendario em historias e fantasias, decerto ficara contente que lhe prestem homenagem, calma, serena, colorida e animada.
    Afinal as suas lendas estao adormecidas dentro de seculos.
    Parem um bocadinho e gozemos a magia!

    ResponderEliminar
  9. Na minha opinião as caminhadas em Forninhos são como um funil: no começo têm um grande volume, mas depois...no fim...reduzem-se ao bico de saída! Foi tal qual o que aconteceu na "Rota do Azeite e do Vinho dão". E é pena...
    Eu, por exemplo, dias depois voltei ao lagar de azeite (na ribeira) para ver o que não vi nesse dia, tal era a correria...! Dessa vez, além de apreciar, sem pressa, o interior do lagar do Sr. Luísinho ainda aproveitei a beleza da paisagem da ribeira e ver de perto um moinho próximo, que tudo fotografei!
    Espero bem que a deste ano corra melhor, i.é., devagar!

    ResponderEliminar
  10. Boa tarde.
    Também eu gostaria de fazer essa caminhada, mas ainda não vai ser este ano, espero se possível para o próximo.
    Sim é verdade, estes eventos não são para competição, mas sim para um bom convivio, alegria e lazer.
    Que todos os participantes se sintam com coragem e .... cuidado com os pés.
    Espero ter alguém que me possa levar ao Lagar, mais tarde.

    ResponderEliminar
  11. Os meus votos de que a Rota do Castelo dos Mouros, decorra sob o lema COISAS E SONS, PARA VER, OUVIR E SENTIR.
    E claro, desfrutar!

    ResponderEliminar
  12. O seu país tem castelos, aqui as caminhadas são por lazer e às vezes para apreciar belas paisagens naturais. Um abraço, Yayá.

    ResponderEliminar
  13. Amiga Yaya.
    O meu pais tem castelos, inumeros, nao fora a nacao mais antiga da Europa em suas fronteiras.
    Este, dos Mouros em Forninhos, vem de vestigios que para tal apontam e que as estorias e orgulho sustentam.
    E, na imaginacao, em cada penedo forte e imponente, reside um castelo real.
    Dessa atmosfera que aqui abunda na singularidade rustica de suas paisagens, podemos, colhendo as pedras que pisamos, nos trilhos milenarios, com elas construir o nosso castelo.
    Obrigada por vir. Abraco.

    ResponderEliminar
  14. Agora fiquei triste, queria tanto fazer essa caminhada, deve ser um cenário dos sonhos, cheio de lindos castelos, a adoro as casas de pedra portuguesa cheias de história. No próximo ano vou me juntar a vocês para fazer esse lindo passeio.
    Bjos e tenham um ótimo fim de semana.

    ResponderEliminar
  15. Tens razao, castelos de sonhos, se bem que este, o local, tem referencias.
    Nao penses em ver um castelo, mas vestigios e no enquadramento do local, rude e lindo, unico, te garanto que vale a pena atravessar o atlantico.
    Ao teu marido, Alfredo, lhe darei a provar e a ti, as nossas iguarias, sob telhas antigas rodeadas, algumas de pedras de granito.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  16. Paula e Xico,

    Meus pés ficaram com muita vontade de participar dessa caminhada. Mas, eu gostaria de fazê-la sem pressa, apreciando a paisagem, e conversando com os amigos.
    Amo essas imagens de Forninhos!
    Um lindo Domingo e semana pra vocês. Abraços.

    ResponderEliminar
  17. Os pés são quem nos move e merecem todo o cuidado e respeito.
    Nesse sentido faço-lhe um apelo, Lucinha: satisfaça-lhes a vontade e venha para o ano.
    A nossa amiga Anajá, já se "inscreveu" e podem vir juntas e com quem mais quiser. Serão dias diferentes, calmos, bucólicos e idílicos, no bem receber tradicional destas lindas aldeias como a nossa do interior profundo deste país.
    Serão muito bem vindas!
    Beijos.

    ResponderEliminar

Não guardes só para ti a tua opinião. Partilha-a com todos.