Seguidores

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

6 de Janeiro, Dia de Reis e de Bolo Rei


Já é dia 6 de Janeiro. Este ano ainda é novo, mas já tem meia-dúzia de dias!
Segundo a história/lenda cristã foi na noite de 5 para 6 de Janeiro que os três Reis Magos provenientes do Oriente e guiados por o brilho duma estrela (dizem que era o planeta Vénus, com a sua luz vespertina) visitaram Jesus recém-nascido, em Belém, ao qual ofereceram como prendas: Ouro, Incenso e Mirra.
Em Portugal, em tempos idos, o "Dia de Reis" era uma festa que os católicos celebravam com muita alegria e embora a Igreja Católica ainda comemore "Os Reis", no primeiro domingo do ano, que foi o passado, a verdade é que com o passar dos tempos este lindo dia tem vindo a decair. Mas como aqui onde resido, hoje as Pastelarias promovem o Bolo-Rei e é costume comprar e comer Bolo-Rei, lembrei-me de assinalar e lembrar o Dia. Sei que nem é um bolo típico da nossa terra, mas desde que me lembro lá em casa sempre houve este bolo frutista cristalizado.
Agora a Lenda:
Quando os Reis Magos foram visitar Jesus para lhe oferecerem presentes, a alguns quilómetros do presépio tiveram uma discussão: qual deles seria o primeiro a oferecer os presentes?
Alguém estava a escutar a conversa e propôs uma solução. Ele faria um bolo em cuja massa incorporaria uma fava. Repartiria pelos três. Aquele a quem calhasse a fava, seria o primeiro a oferecer os presentes ao Menino. 
Daí a inclusão da fava no Bolo-Rei e o costume daquele(a) a quem calhar a fava ter de dar um presente.
Posto isso, para todos Vós, porque hoje é dia 6 de Janeiro, desejo um bom "Dia de Reis" e que o espírito de Natal se prolongue por 2014.

20 comentários:

  1. Muito linda essa tradição que aqui não é cultivada. Esse bolo, a fava dentro, lindo de se viver! beijos,tudo de bom, lindo dia de Reis, mesmo que não seja mais como antigamente! chica

    ResponderEliminar
  2. ¡¡¡Feliz Día de Reyes Magos en Forninhos!!!
    Aquí, en Asturias y Galicia, hay similar Tradición.
    Es un día muy Especial.
    ¡¡¡Ah!!! Pronto publicaré una Poesía sobre Portugal y, en parte, os la voy a dedicar a Ti y a Xico.
    Me gustaría saber si puedo poner el enlace de vuestro blog para para hacer referencia.
    Abraços e Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro, grande amigo. Uma honra!
      Afinal somos caminhantes de partilhas. Cada qual de sua maneira, tentando dar algum valor acrescido a quem nos escuta.
      Feliz dia de Reis a ti e todos de quem gostas.
      Abraços.

      Eliminar
    2. Olá Pedro e bem-haja por nos querer incluir na sua poesia e ainda fazer referência ao blog dos forninhenses!

      Um grande abraço para ti.

      Eliminar
  3. Feliz Dia de Reis a todos.
    Embora não sendo grande apreciador de bolo-rei, gosto de o ver a enfeitar uma mesa de Consoada ou Ano Novo. Convenhamos, é bonito e guloso.
    Mas neste dia, tem sabor especial, talvez por ser a despedida da quadra natalícia, para trás ficaram as "Janeiras", com suas cantigas ao Sr. João e Sra. Maria, em que nos bolsos vazios pelas portas fechadas gritávamos: "corricão, corricão, Deus queira que esta casa caia ao chão". Sem maldade, fazia parte da tradição.
    Dia de Reis, um misto de alegria e nostalgia em que reinava porta a porta o mesmo grito gaiato: "Reizinhos, Reizinhos".
    Com o vendaval lá fora e longe de Forninhos, acabo de comer duas fatias, melhor que o que é feito noutros dias, afinal o bolo é de Reis, e apesar de ser proíbido o brinde, não é que me saiu a fava?
    Para o ano toca-me a mim. Ainda bem!

    ResponderEliminar

  4. Olá Paula! Gostei do seu post e de ver o Bolo Rei! Parece ser doce e gostoso!!

    Um Abraço

    ResponderEliminar
  5. Boa noite, aqui está uma quadra que tende a cair no esquecimento, até a igreja deixou cair a data que era sempre no dia 6 de janeiro independentemente do dia dá semana, por este andar, ainda vou ver o dia de Natal ser comemorado num domingo que estejaproximo do dia 25 de dezembro, ainda me lembro em que o dia de Reis era impreterivelmente no dia 6 de janeiro, esse dia era festejado com afinco que a quadra obrigava.
    O bolo de Reis é o meu bolo de aniversário, que saudades tenho desse cia em que o meu pai trazia um bolo de Reis do tamanho do mundo, repleto de brindes e favas, para que todas as crianças convidadas pudessem ser contempladas com um brinde, que por todos eram procurados, mas das favas todos fugiam.
    Um feliz dia de Reis.

    ResponderEliminar
  6. Parabéns amiga Paula pela linda postagem sobre o dia de Reis. Que pena que as tradições sobre os hábitos antigos não se mantenham !!!!!
    Meu abraço e os votos para que tenha passado um bom dia de Reis e que o NOVO ANO 2014, lhe proporcione paz, alegria e muita saúde.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente, Sr. Salvador, vêm-se perdendo, gradualmente.
      Em Forninhos "o dia das Janeiras" e o "dia de Reis" de outros tempos juntava rapazes e raparigas para cantarem "as janeirinhas" e "os reizinhos" de porta em porta, mas hoje já não é usual. Também cada vez há menos rapazes e raparigas, nas nossas aldeias, como é que se hão-de manter as nossas bonitas tradições?

      Eliminar
  7. A noite de Reis traz-me a lembrança, quando "miúdo", na minha aldeia, em que rapazes e raparigas se juntavam para pedirem chouriças aos vizinhos e depois, em conjunto, fazerem um "banquete". Nada disso hoje acontece, porque a aldeia está despovoada. É curioso que em Espanha, ao contrário de Portugal, as prendas natalícias são oferecidas na noite de Reis. Será porque eles continuam com a Monarquia?
    O meu abraço para a Paula e Xico,
    Manuel Tomaz

    ResponderEliminar
  8. De facto para os nossos vizinhos espanhóis o “Dia dos Reis Magos” é um dos mais importantes feriados do ano e é no dia 6 de Janeiro que oferecem os presentes e não no dia 25 de Dezembro. A meu ver, eles estão mais certos que nós. Mas não sei se é porque eles continuam com a Monarquia que ainda hoje continua a celebrar os Reis como um feriado nacional (?).
    Nós apenas colocamos os três Reis Magos no presépio e comemos Bolo-Rei.
    E é sobre o presépio que desejo também escrever algo:
    Diz-se que nesta data encerram-se para os católicos os festejos natalícios e que, por isso, é desmontado o presépio, no entanto, após troca de impressões com gente amiga e ligada ao conhecimento dos usos e costumes dizem-me que o presépio só se deve desmontar no dia seguinte à Solenidade do Baptismo de Jesus, que é quando se encerra o Tempo do Natal. Esta como é uma solenidade móvel, este ano, 2014, a festa do Baptisto do Senhor será no próximo Domingo, dia 12 de Janeiro.
    Depois disto, eu vou desmontar o meu, portanto, no dia 13.

    ResponderEliminar

  9. "6 de Janeiro, Dia de Reis e de Bolo Rei".

    Um Dia de Reis muito especial que jamais se apagará da memória, pelo menos para mim.
    O dia em que o "Rei Eusébio" foi a enterrar, como se tal o destino tivesse traçado por dele fazer parte.
    Particularmente foi um amigo que partiu. Com ele convivi muitos anos e histórias guardo de momentos vividos, de pessoa gigante e tão , contador de histórias na magia da cadência de suas palavras.
    Para a amiga Flora e filhas, Carla e Sandra que vi crescer, os meus respeitos e carinho.
    Foi linda a homenagem a um Imortal. Como poucos...
    Boa viagem, Amigo!

    ResponderEliminar
  10. Nostalgia pelo dia de Reis ser tão apagado do nosso calêndário. Uma saudade imensa quando vinham cantar as janeiras com um versinho para cada elemento da casa!E como me emocionva! Parecia que tudo rodava `volta da família com todas as tradiçoes que ela carregava.
    O pudim, Paula, pode ser quase, quase igual! Sei que o de Abade de Priscos é dos doces "santos" ( foi inventado pelo abade de Priscos, uma freguesia perto de Braga) que é difícil não repeir. Mas muito "malandro" como se vê na receita. Este vosso Blog, desperta-me tantas emoções!
    Bom Ano Paula
    Beijinhos
    ::::::::::::::::::::::::::.
    Agora para o Xico,
    Quero dar-lhe os parabéns por ter o privilégio de conviver com tão nobre ser humano. Não aprecio futebol, mas sempre Eusébio foi um idolo na minha juventude, Aquele jogo da Coreia...como eu vibrei! E era tãu miúda!
    Paz à sua alma
    Abraço Xico amigo

    ResponderEliminar
  11. Interessante!
    Quanto à camisola, Xico, acho que é muito boa altura de pegares nas agulhas e começares os primeiros pontinhos! Que dizes?
    Eu ensino!!!!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Das recordações das Janeiras e por fim dos Reizinhos, o que perdura já não se compara com este tempo. As cantigas de pedir e agradecer o recebido e as maldições de quem nada dava, eram praticamente iguias.
    Curiosamente, recuando na memória de quem tal ainda viveu e já lá vão quase oitenta anos, e durante cerca de meio século, perdurava o mesmo tipo de prendas", as laranjas, as mais apetecidas por serem raras em Forninhos, figos secos, nozes, maçãs e manjar do céu, rebuçados.
    Isto para a criançada que de porta em porta, levava os sacos de pano, que por vezes cheios iam despejar a casa e voltavam a cirandar.
    Mas, no dia dia de Reis, para fechar a quadra, os mais velhos, nossos pais, corriam a casa uns dos outros mais chegados para provarem as chouriças ainda frescas e "avaliar" o vinho novo.
    E ao final da noite, já vinham a "cantar".
    Afinal eram os Reis da amizade!
    "Reizinhos" e até para o ano...

    ResponderEliminar
  13. Oi Paula e Xico!
    Que pena que tradições como esta, tão linda, esteja caindo no esquecimento, a comemoração do dia de Reis era muito animada e não deveria acabar, aqui quase já não existe mais, a não ser em algumas cidades pelo interior.
    Mas esse bolo é lindo e apetitoso, gostaria muito de experimentar, rsrs.
    Beijos e tudo de bom!

    ResponderEliminar
  14. Bom dia Paula e Xico, e o dia de Reis já passou! Não conhecia a história da fava e achei bem engraçada! Aprecio imenso bolo-rei e apesar da minha idade o meu pai que é um querido, quando nós éramos miúdas comprava bolo.rei no Celeiro (na 1º de Dezembro) e levava lá para a terra. Imagine a festa que nós fazíamos!
    Por vezes tenho saudades desses tempos e são tradições que devemos manter e preservar.
    Continuação de uma boa semana e Ano! Tudo de bom para vocês e Famílias. Beijinhos Ailime
    (Paula apreciei imenso os seus ditados lá no siinais e esteja sempre à vontade, porque valoriza o que coloco - não tenho andado nada inspirada;)) Muito obrigada!

    ResponderEliminar
  15. Bem vindo ao mundo blogueiro novamente, espero que as suas férias tenham sido proveitosas. Um abraço, Yayá.

    ResponderEliminar
  16. Hoje, Domingo,a Festa do Baptismo de Jesus.
    Jesus foi da Galileia para o rio Jordão, a fim de se encontrar com João e ser baptizado por ele. E foi!
    Assim se conclui o tempo de Natal.
    Assim termina fisicamente esta quadra bonita, na esperança que permaneça o espírito. Paula, podes "desarmar o teu presépio, mas guarda-o, para o ano há mais; e voltará o Bolo-Rei!!!

    ResponderEliminar
  17. E agora começa o Tempo Comum.
    Ainda não desmontei o presépio, mas hoje, à noite, vou enfiar tudo na caixa e guardá-la na despensa. Lá ficará por uns meses...
    Continuação de Bom Ano!

    ResponderEliminar

Não guardes só para ti a tua opinião. Partilha-a com todos.