Seguidores

sábado, 31 de agosto de 2013

Saudação ao Blogue "NASCENDO ATÉ HOJE..."

Nada melhor que destacar a casa primitiva de Forninhos 

para saudar o aparecimento de mais um espaço, da responsabilidade dum

forninhense que contribui para o nosso blogue: XicoAlmeida.



"NASCENDO ATÉ HOJE será apenas um local de confidências de uma vida e quiçá um dia publicar. O meu coração está e estará no blog dos forninhenses.
Essa sim, uma luta real, no terreno e jamais teria a ousadia de tal abdicar, comungo isso com a Paula e seremos se Deus quiser e com a vossa ajuda, os contínuos prossecutores da história da nossa terra. Sagrado.
Criar este espaço, pretende ser um alerta para quem sai do meio familiar, só, sem estar preparado para as armadilhas da vida.
A luta verdadeira será continuamente Forninhos!"


Esta é a nota de apresentação e ali no lado direito, nos blogues que recomendamos, é só clicar e entrar no "NASCENDO ATÉ HOJE...". 


Bem-vindo seja quem vier por bem.

17 comentários:

  1. Este é o post, que achei por bem publicar...já que é preciso avisar a ligação aos seguidores/amigos!
    Parabéns Xico e muito sucesso para este espaço de discussão e reflexão. Paula.

    ResponderEliminar
  2. Ola Paula,
    Dificil dizer o que sinto, emocao pelas tuas palavras, receio pelo desafio que assumi e assumo sem retrocesso, de finalmente alguem mostrar o dia a dia da nossa terra.
    Pensei no inicio deste projecto, se iria o mesmo redundar em meia duzia de capitulos, nos quais sumariamente condensaria historias e estorias de vida.
    Entendi que a minha exposicao, tudo com calma, fosse semanal, novela real.
    Aqui ira residir o meu enfoque.
    Levarei se Deus quiser, no intervalo do blog dos forninhenses, meses e anos.
    O privilegio de acompanhar a nossa Revolucao dos Cravos e meu Deus, tanta coisa sem encosto politico.
    Devia este testemunho da nao sobserviencia, na entrega intrinseca e pura, no carinho de ainda alguma pessoas e no respeito dos amigos.
    Forninhos ira sempre incomodar, por ser grande.
    Deixou, se Deus quiser, de ter a mordaca e venda nos olhos.
    Por quem ama a sua terra.
    Francisco de Almeida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Conta comigo, nas áreas em que tenha préstimo. Uma delas, Forninhos.

      Eliminar
    2. Sei que conto.
      Bem haja, Paula.

      Eliminar
  3. Já estive por lá pra conhecer e estarei por lá, com o maior prazer! beijos pra ti e parabéns ao Xico pelo blog!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Havera muito ceu...
      Coisa que nao faltou ao longo da vida.
      Os teus avisos deram maturidade.
      Abraco.

      Eliminar
  4. Oi Paula, que casa mais interessante...
    Também quero saudar o Xico e tô adorando poder acompanhar esse momento. Muito sucesso!
    Beijos!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A casa de Forninhos, é deveras interessante e é nas casas que está a origem da nossa aldeia e a identidade dos forninhenses está ligada a estas casinhas construídas em pedra miúda, quadradas, rectangulares, redondas ou conforme o espaço o permitia, que abrigaram n´outros tempos grandes famílias. Dormiam muitas vezes pais e filhos na mesma cama, uns virado para a cabeceira e outros para os pés e isto não foi na antiguidade!
      As casinhas de Forninhos é uma temática do meu especial agrado, tanto que foi dos primeiros assuntos a escrever aqui, mas deixei de falar nelas por perceber que os forninhenses têm vergonha daquilo que já foram.

      Beijos

      Eliminar
  5. Já passei lá para conhecer. Tenha uma boa semana.
    Abraços.Sandra

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sandra, a gente se conhece.
      A minha praia esta aqui.
      O resto, com orgulho e risco, que vai haver, sera a frontalidade e acima de tudo cidadania.
      Abraco, amiga.

      Eliminar
  6. Maravillosa idea la creación de este blog, "NASCENDO ATÉ HOJE" por parte de Xico. Me voy a pasar por allí y anotarme como seguidor.
    Abraços e beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado amigo Pedro.
      Tenho acompanhado a tua rota, fisica e espiritual.
      Admiro e invejo, se Deus quiser um dia a irei fazer.
      A minha viagem, nem novo nem velho, pretende ser uma referencia dos pacovios, como nos chamavam que iam para a capital.
      Acima de tudo, alertar que os caminhos agora sao mais complicados.
      Por mais sofisticados.
      Abraco para ti.

      Eliminar
  7. Boa tarde a todos.
    Como diz a Paula, as casinhas de Forninhos denotam especial agrado. Sao apelativas!
    Nao evidentemente pela comodidade, mas pelo retrato que sem objectiva transmitem de alegrias e miserias, em suma, retratos de vidas reais.
    Ainda me recordo de entrar em casa mais pobres que se resumiam a apenas uma lareira e chao de terra batida. Ate onde uma manta de trapos para tapar o corpo, se transformava num quarto de meia duzia para dormir.
    Uma sardinha, havendo, dava para tres! e as bulhas e zangas, da outra vez ficaste com o rabo da sardinha, agora ficas com a cabeca.
    Mas aquilo, sabia tao bem...
    Pobreza e agruras que moldaram o caracter dos forninhenses que ainda hoje se orgulham de serem do sitio aonde nasceram.
    Abraco.

    ResponderEliminar
  8. Paula,já fui visitar o novo blog do Xico e desejo muito sucesso tb! Vcs dois sáo excelentes escritores e é sempre um grande prazer visitá-los!bjs e ótima semana,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Anne.
      Também acho que o Xico escreve muito bem e sobretudo nota-se nos seus Post´s que gosta de partilhar.
      Bjs.

      Eliminar
  9. Olá Paula, essas casas antigas são lindas e são testemunho de vidas passadas mas que se fizeram presente!
    O espaço do Xico acompanharei com muito interesses e carinho! No mundo de hoje é preciso ser muito corajoso para partilhar os detalhes de uma vida que depreendo não ter sido fácil! Força Xico, força Paula. Beijinhos Ailime

    ResponderEliminar
  10. Paula querida, conheci Nascendo Até Hoje e já faço parte desse "nascimento e crescimento"!

    A Blogosfera será abençoada com os posts/palavras do nosso amigo Xico!!!

    Abraços...

    ResponderEliminar

Não guardes só para ti a tua opinião. Partilha-a com todos.