Seguidores

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Forninhos- Divino Espírito Santo (2013)

Será dia 20 de Maio, quando as flores já alindam os nossos campos. O dia começa com a saída das procissões às 10h45 rumo à Capela e com missa campal, ao meio-dia. 
A tarde será animada com boas comidinhas, bons petiscos, com serviço de bar, música ao vivo, bailarico e cantorias...sem hora de fecho, claro!


E, até lá, quem puder vá ensaiando o pezinho para a dança. O Arraial começa pelas 21h30 de Domingo, dia 19, com o Grupo Musical: INNEM. Segunda-Feira, dia 20, Depois da oração do terço (rosário): TaskaVelha. 
Contamos com todos!

Nota muito importante:
No dia 3 de Maio, é "Dia de Santa Cruz". O Voto, Procissão de Ladaínhas à N.S. dos Verdes é, de manhã, pelas 9h00. De seguida, colocam uma cruz de pau nos campos já semeados, para que durante o ano, a peste, a praga, a trovoada, não entre nos nossos campos e a fome na nossa casa. 
Você já pensou o porquê desta antiquíssima tradição?

Veja aqui a lenda, história e explicação.

26 comentários:

  1. Que beleza de festa essa. Pena não estar aí perto! Deve ser ótima! Sucesso, desde já! beijos,chica

    ResponderEliminar
  2. Gostei de saber desta festa! Lá no blog você falou também um pouquinho, né?!
    Interessante a cruz nos campos semeados, penso que é uma simbologia, não é mesmo?...
    Um Beijo, Paula, e Uma Semana Abençoada...

    ResponderEliminar


  3. Olá Paula , gostei muito do seu artigo sobre a Santa Cruz .Também no emu concelho se celebra em Monsanto na mesma data .Sabe , tudo o que nos diz ser a finalidade da Santa Cruz , já vem da época dos Celtas e Lusitanos , só que não era uma cruz ,mas um pau alto e enfeitado com flores ---um mastro . Acabou por passar para o cristianismo com o nome de Mastro de Maio ,associado ás Maias ou até ao dia da espiga ;mas , à sítios osnde o mastro se passou a elevar no dia de S.João .A nossa História é mesmo uma riqueza , não é ? Beijinhos e boa festa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostava so de complementar o comentario da amiga Idanhense, se me permitem.
      De facto a tradicao de Monsanto e tambem interessantissima; atiram-se os cantaros floridos pela penedia abaixo, em homenagem a victoria que tiveram durante o cerco ao castelo!
      Esta nossa tradicao de colocar cruzes nas propriedades tem muito que ver com supersticoes, pois ao coloca-las neste dia, acreditava-se que os campos ficavam protegidos dos males do tempo! Creio que em Forninhos sao mesmo cruzes de madeira, mas nas aldeias do antigo concelho de Algodres, essas cruzes eram confecionadas com as especies benzidas no Domingo de Ramos.(oliveira, loureiro e alecrim) Ate se dizia, que os Ramos para serem verdadeiramente bentos, tinham que ter essas tres especies vegetais.
      Acredito piamente que estas tradicoes e como muito bem diz, foram cristianizadas de outras ibericas muito mais antigas. Ja quanto ao dia da espiga, esse era na Quinta-Feira da Ascencao, quando as pessoas iam pelos campos cantando e brincando e, colhiam um ramo; que era normalmente composto por espigas de trigo ou centeio e flores silvestres, onde tinha que haver sempre uma ou mais papoilas, esses raminhos eram depois colocados, por detras da porta de entrada e ai se conservavam todo o ano! Costumes e tradicoes que tendem a perder-se na voragem destes tempos, cada vez mais consumistas!

      Um grande abraco as duas e a todos quantos nos lerem.

      Eliminar
    2. Gosto muito do que comentaram os dois, sem desprimor pelas comentadoras anteriores, óbvio.
      Realmente, no dia de Santa Cruz a tradição, em Forninhos, é colocar uma cruz de pau (um pau bem alto e o que cruza pequenino) nos campos semeados, no entanto, vê-se também em alguns campos a cruz enfeitada com partes (alecrim e loureiro) do ramo benzido no Domingo de Ramos. Mas o que me disseram é que costume de adornar a cruz é uma tradição de outras localidades.

      Eliminar
  4. Maravillosa Fiesta llena de Tradiciones y Cultura...Todo un espectáculo para la mente y el espíritu.
    Pasarlo muy bien.
    No podré ir, pero estaré con mi mente en este hermoso Lugar que, muy pronto, espero visitar.
    Abraços e beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Pedro.
      Até lá, gostamos muito de o ter connosco aqui no blog e esperamos contar sempre com as suas palavras.

      Eliminar
  5. Nao prometo la estar muito tempo, porque estou a fazer a mala ja nesse dia, mas que a Virgem Maria me ajude, a poder cumprir o "Voto" em nome do antigo concelho D'Algodres!

    ResponderEliminar
  6. Nunca tive o prazer de assistir a esta festa, pois calha sempre a um segunda feira, dia de semana, mas este ano espero estar presente.

    ResponderEliminar
  7. Felizmente a tradição ainda se mantém, nesta festa de cariz mais religioso como prova a reunião de quatro irmandades, unidas na mesma fé, no cumprimento das promessas feitas e no final com a entrega da esmola na sacristia.
    Penso que poucas aldeias se poderão orgulhar desta tradição das irmandades, com tantos e tantos anos.
    Mas dia de festa, também dá para divertir, folgar comer e beber.
    É outra celebração que alivia a cabeça nestes dias tão difíceis.
    Aproveitem bem e que S.Pedro traga bom tempo e recompense a entrega de todos e o trabalho dos mordomos.

    ResponderEliminar
  8. Ainda tenho uma ideia do Dia de Santa Cruz.
    Era bonito de ver a chusma de gente pelos caminhos, lembrando uma romaria, estacas debaixo dos braços em direcção aos campos de centeio e ás vinhas.
    Pegavam na estaca e com uma vara mais pequena faziam a cruz arrematada por um bencelho ou junco. De permeio ficava um pedaço de alecrim benzido.
    Quando as searas ondulavam com o vento, formando um oceano, sobressaía a cruz, parecendo um farol no meio do mar.
    Agora acabou o centeio, as cruzes escasseiam e nos tempos actuais, aumentam as cruzes das nossas vidas.

    ResponderEliminar
  9. A festa promete!
    Para além da componente religiosa que é o que a distingue e muito bem, a parte de diversão também é um complemento importante e abre logo em força domingo á noite com os Innem; parece que já estou a ver o pesoal meio tocado a cantar e a dançar "chupa que é de uva".
    Não se estiquem muito, não vá dar-se o caso de ter de vir o outro Inem, aquele que tem luzinhas a piscar e a sirene a abrir caminho.
    É o treino para Segunda e faço votos para que a irmandade vá direitinha, pois algumas ressacas haverá.
    Acabada a cerimónia religiosa, há que aconchegar a barriga pois a alma já está tratada. Piqueniques nas matas, frangos e febras no Zé Pequeno, tudo regado a preceito mas com moderação, pois ainda vai haver Terço.
    Depois sim, concertinas de Penaverde e suas cantorias e os TaskaVelha para a desbunda.
    Vai ser bonito, vai!
    O dia seguinte devia ser de descanso...

    ResponderEliminar
  10. Dizes bem, Xico. “…que S. Pedro traga bom tempo e recompense a entrega de todos e o trabalho dos mordomos.”
    Os tempos que se atravessam, certamente vão trazer menos receitas para a realização das nossas festividades, contudo, com o contributo e apoio de todos, quero acreditar que podemos realizar uma(s) boa(s) festa(s), pois estes dias ainda são, a meu ver, a maior oportunidade de presença e encontro entre amigos e familiares.
    Ainda a respeito da questão monetária, que é muito importante, pois é aquela que paga as contas e uma vez que estamos a realizar a festa com “zero cêntimos” (é verdade), a Comissão de Festas apela (para já) que todos comprem umas rifas, só desta forma será possível realizar a primeira verba para os festejos em honra do Divino Espírito Santo.
    Cinquenta cêntimos, cada. 1 livro,10 apostas, € 5,00 (cinco euros).
    O sorteio realiza-se no dia 20, à tarde.
    1.º prémio – 1 presunto
    2.º prémio – Rebarbadora
    3.º prémio – Robot Cozinha
    4.º prémio – 3 frangos vivo
    5.º prémio – 1 Queijo.

    Bem-haja a todos e esperamos contar com todos, como sempre!

    ResponderEliminar
  11. Já aqui deixei votos de bom tempo para os dois dias de festa.
    Desconhecia era o grau de dificuldade na sua realização, pois será com toda a certeza um trabalho hercúleo por parte dos mordomos, partir para este evento com "uma mão á frente e outra atrás". Partia do princípio que haveria reserva de dinheiro para pelo menos permitir um arranque menos sufocante.
    Face a isto teremos todos de colaborar de forma mais assertiva, pois a festa é de todos e para todos.
    Claro que os prémios são como que simbólicos, mas têm o valor de manter a tradição e à noite o belo petisco de presunto e queijo.
    No sentido de solidariedade para os organizadores às dificuldades com que eventualmente se venham a deparar, deixo o apelo para que aderiram a compra de rifas.
    Pessoalmente já reservei o meu livro, afinal é menos um maço de cigarros e uma cerveja.
    Vá lá!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É caso para dizermos que nem tudo o que parece é.
      Se não fizesse parte da Comissão de Festas, também me interrogava do porquê de não haver, pelo menos, um fundo de maneio.

      Eliminar
  12. Oi Paula, tô conhecendo o seu blog e já seguindo, adorei o seu amor pela terra que nasceu, eu tb adoro minha terra e a dos meus pais onde passava as férias, vou ficar acompanhando.
    Beijos!!!

    ResponderEliminar
  13. Puxa quanta informação boa!
    Bjins

    ResponderEliminar
  14. Bem-Vindas. Gostamos muito de as ter connosco e esperamos contar com as vossas palavras mais vezes.

    Beijos&Abraços

    ResponderEliminar
  15. Paula,

    Eu vou nessa festa. Bem, vou virtualmente, claro. Sei que vocês vão nos mostrar coisas lindas de lá.
    Um lindo final de semana! Beijos

    ResponderEliminar
  16. Gostaria de deixar os parabéns a quem idealizou a feitura do cartaz e chamar, com todo o respeito a atenção para um pormenor extraordinário, o ter como fundo uma pomba branca que simboliza o Espírito Santo.
    Pessoalmente adorei!
    Abraço a todos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O belo cartaz foi idealizado pelo nosso amigo Henrique Lopes.
      E diz-me lá o que achas da cor do cartaz...

      Eliminar
    2. Demasiado branco, acho eu, mas a pomba nesse céu azul, dá-lhe uma tremenda beleza.
      Parabéns, Henrique.
      Um abraço.

      Eliminar
  17. Gostava muito de ir à festa do Espirito Santo mas infelizmente não é possível ir, por ser realizada na Segunda-feira que é dia de trabalho para mim.
    Espero que seja uma boa festa, pelo cartaz deve ser uma festa rija o conjunto é muito bom.
    Paula como tu vais estar presente tira bastantes fotografias para depois partilhares com o pessoal.

    ResponderEliminar
  18. Claro que sim Maria. Há da minha parte uma especial "preocupação" com os leitores, seguidores e contribuidores. Não me vou esquecer de vós. "Jamé".
    Entretanto, aproveito para agradecer a todos os nossos conterrâneos, amigos e patrocinadores, que compraram rifas, colaboraram no peditório e nos ajudaram com material para a feitura das "bandeirinhas".

    Com os melhores cumprimentos,
    P´la Comissão de Festas
    Paula

    ResponderEliminar
  19. Mesmo à distância, é de louvar o empenho e sacrifício que vocês, Comissão de Festas fazem em prol da freguesia.
    Assim haja solidariedade, o tempo vai estar bom e a alegria não vai faltar.
    Como a Maria, também estou em pulgas para ver as fotos.
    Depois conta Paula, como correu!

    ResponderEliminar
  20. Como muitos nao posso estar presente nesta festa , mas tive o prazer de ver no sábado forninhos ja todo enfeitado de bandeiras estava muito bonito .

    ResponderEliminar

Não guardes só para ti a tua opinião. Partilha-a com todos.