Seguidores

sábado, 28 de maio de 2016

DAS SERRANIAS DE FORNINHOS, AO JARDIM ORIENTAL.


O Comendador Joe Berado, adquiriu perto da cidade de Bombaral a Quinta dos Loridos e dela fez o maior Jardim Oriental da Europa, inspirado e desenhado para transmitir a paz, harmonia e serenidade, em homenagem e resposta a destruicao dos grandes Budas afegaos de Bamiyan que destruiu para sempre obras primas do seculo VI D.C., utilizando para o efeito cerca de seis mil toneladas de granito e marmore da China.

Ainda bem que as mentes se abriram. Quem imaginaria anos atras, o Sr. padre, organizar passeios com os seus paroquianos e afins, a culturas sociais e religiosas tao diferentes e distantes!











Devaneio se disser que foi a palavra comum e familiar do granito que arrastou estas gentes ou a visao do Comendador as aproximou. Porventura a palavra espalhada do papa Francisco, abriu as janelas da proximidade.


Soubemos da vinda de algumas das nossas gentes, familiares e amigos que conjuntamente com paroquias  vizinhas viriam em excursao e fomos ao seu encontro, embora o tempo fizesse "caretas".


Valeu a pena entrar no Eden e durante o passeio de cerca de duas horas, poupar palavras e cansar o olhar...meditando.



Voltando de alma cheia!     

27 comentários:

  1. Que beleza de passeio.Cultura faz bem! Adorei! Muito lindo tudo! beijos,tudo de bom,ótimo fds! chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se foi...
      Uma atmosfera diferente, contemplativa que se entranha por tal e pela beleza que enche a alma.
      Beijo, Chica

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Com historias e estorias milenares.
      Abraco.

      Eliminar


  3. Magnifico !!
    Venham ver também o Museu Coleção Berardo,No Centro Cultural de Belém ...Vale a pena !!
    Passando pelo novo Museu dos Coches....
    Eu tenho de ir ao Bombarral....

    Abraço para os rostos que constroem Forninhos do Sec XXI e que aparecem na foto . A História destes homens e Mulheres terá, também ela, que ficar escrita , para que a labuta da vida a dignidade e o suor não se percam . Esta gente nunca saiu de Forninhos !!! Admiro-os . Com sinceridade.

    Abr
    Bfs
    MG

    No Prox Fim de semana escrevo - vos da minha " Flôr do Atlântico" !!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Gouveia
      Eles vieram e a gente foi ao seu encontro para conviver e matar saudades, apesar das poucas horas, mas deixe que lhe diga que as pessoas da foto estao bem viajadas por este Portugal e algumas aqui voltaram a este jardim mais de uma dezena de anos depois.
      Tem razao, os que aqui estao e tantos que nao aparecem, constroem Forninhos a cada dia, cada qual de sua forma.
      Que o tempo mude, mas que continue a dignidade e o orgulho no suor.
      Abraco.

      Eliminar
    2. Dignidade...

      É isso, Caro Xico...
      Vocês falaram das Flores de Maio..
      E eu na " Minha Flor do Atlântico" ..
      No Meu Berço...
      No meu Lugar..
      Abraçado ao meu velho....
      Limpo , cuidado , sorridente...
      Voz embrulhada.....
      Uma herança pesada..
      Uma vida..
      Duas senhoras para lavá-lo ..
      Uma para cuidá-lo..

      Dignidade....!!!!!!!!!!!


      Venham á Ilha da Madeira PF , todos ...!!
      Todo o português merece conhecer a " Minha Flor"..

      Daqui partiu Maria ,jovem avó, um dia, de Estrelicias em punho......caras , bonitas , para morrerem de sede
      num pio de hipocrisia !!
      A História das " minhas flores " e nome Maria , cada
      uma a conduzir o meu destino ..com DIGNIDADE , é isso
      Caro Xico !!

      Abraço
      MG

      Repito Venham á Madeira...voos Low cost a 50 € ...
      Mac , Pizza , poncha e marisco ......e Sol , festas ,
      Mar e Luz !!
      Obr

      Eliminar
  4. Já visitei, num dia de calor infernal.
    Muito interessante!
    Bom domingo.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confesso que ia com algum receio ao encontro das "minhas gentes" com protecao para a chuva na mala do carro, mas felizmente sem um pingo e temperatura perfeita para passear e ouvir o silencio de mensagens carregadas de enigmas, apelativas.
      Adorei.
      Beijo.

      Eliminar
  5. Adorei esse jardim e espero voltar um dia destes!
    Belos registos...bj amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Partilho o seu gosto e tambem espero voltar, mas com mais tempo e desfrutar a magia de cada escultura.
      Beijinho.

      Eliminar
  6. Que bom que voltaram com a alma cheia, Xico...
    Um passeio proveitoso com os familiares e amigos. Gostei de revê-los!
    Bom domingo e feliz semana p vocês...
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito bom, amiga, uma experiencia diferente.
      O local "intimida" pela positiva, pela perspectiva diferente em varios aspectos, pois alem da magnifica beleza, faz pensar, reflectir e sobretudo acalmar a alma.
      Como dizem...valeu!
      Beijinhos.

      Eliminar
  7. Boa tarde Amigos de Forninhos,
    Forninhos está a abrir as mentes e em grande! Com a vossa ajuda;))?! A Igreja Católica tem que acompanhar os tempos...
    Magnifico passeio e o ano passado também visitei esse Jardim e adorei.
    Fotos magníficas e, tal como a Anete, também gostei muito de os rever, passado um ano mais ou menos do encontro em Lisboa na Pastelaria Nacional.
    Beijinhos e um óptimo domingo e semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite amiga Ailime.
      Nem tudo o que parece... e por tal Forninhos tem as mentes trancadas no ferrolho, sendo que algumas se escapulem e por tal tecidas no escarnio e maldizer em deslouvor. Tresmalhadas do rebanho acredite, nesta santa ignorancia.
      Mais grave ainda que infelizmente uma cambada de iletradas e analfabetas, em vez de aprenderem a ler, pois tempo nao lhes falta, passem o ano em festividades.
      Bom, suponhamos que estamos na Bolsa de Lisboa e a maioria instruida e "bem" trabalhada, esta cotada no PSI 20 e os "malditos", a gente, no mercado secundario.
      Uns, os ultimos, vao sobrevivendo com parcos ganhos, ou nao, enquanto os Top, enchem e incham, ate que um dia...
      O CRASH!
      Depois nada volta ao que era dantes e as tais mentes impreparadas, deambularao pelas estradas errantes das suas vidas, vomitando a maldade e odio. Pedindo clemencia.
      Louvo a coragem do padre Paulo, pela a ousadia, prevendo que ele estivesse ciente das criticas da corja das beatas que vai aturando, sabe Deus como, enfim, pelo menos algumas mentes abriu.
      Passeio bonito num Jardim que adoramos, apesar dos nossos a quem fomos ao encontro virem de duas centenas e meio para baixo, mas valeu a pena aquelas parcas tres horas de convivio.
      Pena os pasteis de nata e bacalhau terem ficado a dormir.
      Beijinho grande.

      Eliminar
  8. Oi Xico e Paula, belas imagens, um jardim realmente encantador. Devemos seguir o exemplo do papa Francisco, o respeito por outras culturas e religiões são fundamentais.
    Beijos meus queridos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Valeu muito o ir ao encontro.
      Quem entra numa viagem programada, porventura desconhece para onde vai, mas levam com elas aquela ansiedade de um Jardim do Paraiso.
      Encontram tal em parte pela beleza natural, mas o que paira no ar, misticismo e calmaria, suplanta.
      Diz bem, cheira a respeito.
      Beijo.

      Eliminar
  9. Sempre houve pessoas que por sua iniciativa organizavam visitas a terras de Portugal, mas as excursões organizadas pelos Srs. padres serviam mais para os paroquianos conhecer alguns dos belos Santuários de Portugal, hoje como se vê, as mentes abriram-se e um dos maiores motivos de atracção desta excursão foi o Buddha Eden!
    Adorei o passeio, o tempo esteve de feição e rever gente de bem enche-nos a alma.
    Ainda fomos convidados para almoçar, mas como o almoço foi preparado pela entidade Centro Social Padre José Augusto Fonseca, não aceitamos, apesar de ver (mais vezes do que gostaria) pessoas nas mesmas condições que eu, a passear e a comer à conta de Centros Sociais e Paroquiais, nomeadamente, no de Forninhos. Uma decisão/aceitação incompreensível, pelo menos, para mim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Certo foi que fomos de encontro as nossas gentes e tal bastou e sobrou de felicidade.
      Sem se menosprezar o convite, ditou mais alto o que aqui se defende, o seu a seu dono, a Cesar o que e de cesar, coisa a que Forninhos esquece, pois nas caminhadas para os "morfes" vao de carro ou trator, agora na era moderna.
      Na outra em que iam de farnel, antigamente, faziam numa noite o melhor do pouco que tinham, apanagio das nossa gentes, humildes mas soberbas ate no levarem a tolha rendilhada que pousavam por decima das ervas onde a carreira parasse.
      Eram outros tempos, do ntanho dizem aquando contam estorias hilariantes de ver o mar ou a religiosidade imponente de Braga e Fatima.
      Agora...
      Forninhos tem de tudo num oceano de nada.
      Um ex organiza excursoes, o padre o mesmo, particulares, autarcas e entidades disputam a correria para o Centro de Saude ou hospital, num vaivem do misero euro.
      Para quem quer!
      Penso que o "nosso" padre arriscou nesta visita, mas a ele tiro o chapeu pelo seu gesto ecunemico, pena que nao corra com aquela cambada de fariseus, vendilhoes do templo que tanto afrontamento lhe movem.
      E dele se aproveitam...
      Gostava de ter visto a sra. professora Mariana neste passeio, mas nao encontro o sentido...
      O seu superior, padre Paulo, esteve presente.
      Meu Forninhos, um dia cotado na bolsa...dos Valagotes!

      Eliminar
  10. Andei por lá em 2012. Já era então muito bonito, .as uma parte tinha sido adquirida havia pouco tempo e estava em fase de alargamento. Do que mostra as aves e a terceira foto, não existiam.
    Talvez Conheçam ali bem perto o Santuário do Senhor Jesus do Carvalhal. Se não conhece, quando voltar para aquela zona, vá até lá que vale a pena.
    Deixo-lhe aqui um link de algumas fotos, bem como da história, trabalho que fiz aquando da visita.
    http://imagensdaelvira.blogspot.pt/2012/09/santuario-do-senhor-jesus-do-carvalhal.html
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite, Elvira.
      Deixou o apetite pelo Santuario, ao qual fomos parar por engano, mas o tempo urgia para ir ao encontro das nossas gente, mas pelo vislumbre breve iremos visitar.
      Por ora, o que vimos foi super emotivo.
      Nada como voltar em paz connosco proprios.
      Um abraco.

      Eliminar
  11. Boa tarde, não conheço o jardim e quase nada sei sobre o mesmo, depois de ler o seu entusiasmo com que apresenta o belo jardim, provocou-me muito interesse, pode ser que brevemente esteja de visita ao mesmo.
    Boa semana,
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se tal transponha, tem a simplicidade do sentir.
      Um sentir que pensava distante nas telas televisivas, apesar de ouvir contadas, quando afinal estavam a menos de uma centena de quilometros.
      Coisas que porventura recomendo com pouca gente.
      No isolamento cheio, ou vazio, como queiram, mas porventura farto...
      Uma pequena maquina de carregar o ego.

      Eliminar
  12. Já visitei.É muito bonito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sou testemunha de tal.
      Valeu a pena, apesar do pouco tempo para conviver.
      Cumprimentos.

      Eliminar
  13. Infelizmente , ainda não conheço.

    Tenho visto imensas fotos e mal possa, irei lá
    As fotos estão fabulosas.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vale a pena, Elisa, acredite, mas recomendo tempo contemplativo, sem pressas, ao sabor por onde nos levam os calcanhares...
      beijo.

      Eliminar

Não guardes só para ti a tua opinião. Partilha-a com todos.