Seguidores

domingo, 1 de abril de 2012

Semana Santa e Páscoa

A Semana Santa começa com a entrada de Jesus em Jerusalém no Domingo de Ramos (01 de Abril) e termina de hoje a oito dias, no Domingo de Páscoa (08 de Abril).  Domingo de Páscoa que é o dia Santo mais importante do Cristianismo, está marcada para as 10H00 a missa em Forninhos e a Visita Pascal começa às 14H30.


À Visita Pascal chamavam também “tirar o folar”, expressão comum a todas as terras que costumavam presentear o seu pároco com presentes (da mesa escolhiam ovos, queijo, bolo de azeite, trigo e outras coisas mais). Hoje recolhem um envelope com €uros dentro. Para notificarem toda a freguesia que a visita começou e acabou era/é costume tocar uma entrada.
A festa pascal de alguns forninhenses culmina com a Feira e Romaria de Santa Eufémia na Matança, Segunda-Feira de Páscoa, que este ano é no dia 09 de Abril.
Para todos os forninhenses, amigos bloguistas e amigos de Forninhos, desejo uma Páscoa com tudo o que de Bom tem. 

Apelo ao leitor:
Outro costume era ainda no Sábado Santo ou Sábado de Aleluia para anunciar a Nossa Senhora a Ressurreição de seu Filho tocar uma entrada nos sinos e todos cantavam a Aleluia. Quem souber como era, deixo-nos aqui em comentário esse contributo. Agradecemos todos.

Uma SantaFeliz Páscoa 2012

16 comentários:

  1. Páscoa...

    É ser capaz de mudar,
    É partilhar a vida na esperança,
    É lutar para vencer toda sorte de sofrimento.
    É ajudar mais gente a ser gente,
    É viver em constante libertação,
    É crer na vida que vence a morte.
    É dizer sim ao amor e à vida,
    É investir na fraternidade,
    É lutar por um mundo melhor,
    É vivenciar a solidariedade.
    É renascimento, é recomeço,
    É uma nova chance para melhorarmos
    as coisas que não gostamos em nós,
    Para sermos mais felizes por conhecermos
    a nós mesmos mais um pouquinho.
    É vermos que hoje...
    somos melhores do que fomos ontem.


    Desejo a todos as amigas e amigos uma

    Feliz Páscoa, cheia de paz, amor e muita saúde!

    ResponderEliminar
  2. Eu não sei dos hábitos antigos da sua região, mas aqui ocorria a Cerimônia da Luz, cujo ponto máximo se realizava exatamente à meia-noite do sábado de Aleluia. Bom Domingo de Ramos para você! Um abraço, Yayá.

    ResponderEliminar
  3. Na nossa região parece que era também à meia-noite. Li no livro do Pe. Luís que em Penaverde era costume à meia-noite de Sábado Santo para Domingo tocarem nos dois sinos “às alvíssaras”. Mas todas as pessoas com quem falei, diz-me que em Forninhos não era à meia-noite, mas sim às 10h da manhã de Sábado Santo. A essa hora, então, faziam uma paragem nos trabalhos (sementeiras) e havia uma explosão de Alegria, todos cantavam felizes a Aleluia.
    São estes pormenores originais e autênticos da nossa terra que Forninhos devia registar porque entretanto deixa de haver gente para contar como era.

    Boa Semana Santa para todos os que participam e colaboram nas nossas iniciativas.Paula

    ResponderEliminar
  4. Não tinha conhecimento destas tradições ,mas graças à Paula fiquei como muita gente,mais uma vez a saber como era antigamente.Uma SANTA e feliz Pàscoa para todos,poucas amendoas pessoal,olha os dentes.

    ResponderEliminar
  5. ORACAO DO LAVRADOR

    Senhor, eu te agradeço por morar na colônia,
    por viver em contato com a natureza, com a terra,
    as aves e a criação. Obrigado pelas alegrias que
    eu sinto ao longo dos dias e das noites, em cada estação do ano.
    Eu te agradeço pelo sol, pela chuva, pela sombra, pelo ar, pelas águas,
    pelas flores, frutos, pela força das sementes e pela força da terra,
    pela fecundidade das minhas lavouras. Dai-nos a graça de colher os frutos
    das sementes que plantamos, para o sustento de nossa família.
    Proteja-nos de tempestades; derrama Senhor a sua bênção sobre
    nossas lavouras e animais. Ajuda-me a ter sempre disposição para o trabalho,
    vivendo na família com alegria, fé e boa vontade.
    E à noite, quando em casa nos reunimos para rezar,
    peramece comigo e conosco, em nossa casa, Senhor. Amém

    ResponderEliminar
  6. Oração para conseguir emprego

    Jesus, abre-me uma porta! Senhor, atende este clamor que brota do mais íntimo do meu coração: "abre-me uma porta!"... Só Tu sabes e conheces, Jesus, o momento de dificuldade pelo qual eu e toda a minha família estamos passando por causa do desemprego.

    Tu sabes também, Senhor, com quanta esperança eu me aproximo de Ti para pedir que vás à minha frente, abrindo uma porta e preparendo um emprego, para que eu possa, através de um trabalho digno, dar à minha família "o pão nosso de cada dia".

    "Porque vós sois, ó meu Deus, minha esperança..." peço ainda que me concedas todo ânimo, confiança, destemor e fortaleza, para sair de minha casa em busca deste trabalho, na certeza de que Tuas Mãos, estendidas a meu favor, baterão nestas portas antes de mim, preparendo a minha entrada num emprego segundo a Tua Vontade. Confiando inteiramente na Tua Palavra que diz :"Batei e abrir-se-vos-à... ao que bater se lhe abrirá" (Lc 11, 9) já agradeço, de todo o meu coração, porque acredito que "a Deus nenhuma coisa é impossível" (Lc 1, 37).

    Reze várias vezes por dia e, principalmente, antes de sair para procurar um emprego: "Jesus Misericordioso, abre-me uma porta e concede-me esta graça".

    ResponderEliminar
  7. Olá,Paula!
    Bom demais saber que aí em Forninhos ainda são guardadas todas essas belas tradições, festejos e cerimônias da Semana Santa. Aqui onde moramos, também são mantidas e festejadas algumas tradições,mas com o passar dos anos,vejo que tudo está bem mais diluído. Penso mesmo que muitas pessoas nem saibam mais do real significado da Páscoa... Uma pena mesmo,uma vez que com isso nos perdemos de tantos valores importantes cristãos e da comunhão humana.
    Gosto muito de vir até aqui e aprender tantas coisas interessantes sobre a cultura da tua região... Pra mim,sempre tem um significado muito especial,visto os laços afetivos que tenho com esta terra tão longe e ao mesmo tão próxima de mim... Muito obrigada por compartilhar conosco!
    Meu abraço carinhoso pra ti e uma linda Páscoa!
    Teresa
    (do blog "Se essa lua fosse minha")

    ResponderEliminar
  8. Pois é, Teresa. As cerimónias da Semana Santa são um marco na vida social e religiosa da nossa aldeia. Mas, quanto mais “investigo”, mais me convenço que já nada existe das cerimónias religiosas que ficaram gravadas na memória daqueles que viveram esses momentos.
    Se não, veja-se o que é agora a Bênção dos Ramos; as confissões (limpeza interior); a Celebração da Missa da Ceia do Senhor na Quinta-Feira Santa e o dia seguinte da Paixão do Senhor (Sexta-Feira Santa); e o Sábado da Aleluia??? Chegou-se, pasme-se, ao cúmulo de não celebrar na nossa Paróquia a Vigília Pascal!
    Refiro neste artigo a Visita Pascal no Domingo de Páscoa que é ainda o momento alto da Quadra da Páscoa, mas até o “tirar o folar” perdeu todo o encanto.
    A minha opinião é que se não fosse a confecção dos Bolos de Azeite e outros doces típicos; "os lisboetas" e outros que visitam a terra na Páscoa; a Procissão de Domingo; a Visita Pascal; alguns carreiros de rosmaninhos e o toque do sino, nem se dava conta que era Páscoa.
    Infelizmente, a riqueza das Celebrações da Semana Santa e os valores religiosos que a época evoca aos poucos e poucos diluíram-se.

    Para si, uma Santa e Doce Páscoa!

    ResponderEliminar
  9. Lembro-me de andar-mos a enfeitas as ruas com rosmaninhos pétalas de camélias e outras flores, para o Sº Padre passar quando ia ás casas das pessoas tirar o folar, o Sacristão levava a cruz para nós beijarmos, e assim era a tarde de Domingo de Páscoa.
    Desejo a todos os contribuidores deste blog uma Páscoa feliz, com muitas amêndoas.

    ResponderEliminar
  10. O Cruzeiro aqui apresentado encontra-se junto à Casa de Turismo Fonte da Lameira e perto do Cruzeiro dos Centenários e desde criança lembro que todas as Procissões passam por este Cruzeiro.
    Não sei se é um Cruzeiro do Séc. XX, ou, dum Século anterior, a única coisa que sei é que a nossa aldeia é bem rica em história, tem bastantes monumentos deste tipo e estas “pedras” viram muitos dos nossos antepassados passar por aqui. Mas seria importante sabermos mais da nossa história. Havia ou não no sítio do Cruzeiro dos Centenários um outro Cruzeiro bem antigo, simples, apenas com uma Cruz? A minha opinião é que sim. E digo que sim, porque mo disse gente que fez com a sua presença a história desta aldeia.
    A Cruz do antigo Cruzeiro pode ser a do Cruzeiro desta entrada? Não sei, mas estou convencida que este Cruzeiro antes esteve noutro local.
    Passaram 7 décadas e infelizmente continua a haver (por parte de muitos) desinteresse em apurar os factos relacionados com a sua história e construção.
    -/-
    Este meu comentário serve também para informar os Contribuidores deste blogue que Sexta-Feira dia 6 de Abril será realizada, pelas 18H00, na Sede da Junta de Freguesia, uma Apresentação Pública do Projecto de criação de um Livro sobre a nossa História e Memória. Agradeço aos Contribuidores que vão passar a Páscoa na terra, estejam presentes nessa reunião. Antecipadamente grata, desejo a todos e especialmente aos meus sempre bem-vindos leitores emigrantes uma Santa e muito Feliz Páscoa 2012.

    Aquele abraço forninhense para todos e,
    @té depois

    ResponderEliminar
  11. Votos de uma Santa Páscoa!

    ResponderEliminar
  12. Paula,

    Todos os povos mesmo com diferentes culturas, tem uma forma linda de lembrar o sofrimento e ressurreição do Senhor.
    Amei saber mais sobre os costumes de Forninhos.
    Feliz Páscoa minha amiga, e desculpe-me pela ausência.

    Beijos

    ResponderEliminar
  13. Obrigado Senhor

    Meu Senhor e meu Deus, obrigado por este dia de vida, obrigado por estar mais uma vez com meus amigos, familiares e todos que nos rodeiam.
    Obrigado Senhor pelo ar que respiramos, pela água que bebemos, pelo alimento que ingerimos, por todas as coisas boas que aconteceram em nossa vida e também pelas horas que passamos por dificuldades, mas o Senhor nos deu força, coragem e mostrou o caminho certo que devíamos seguir.
    Que o Senhor faça deste dia melhor que ontem e do amanhã melhor que hoje.
    Que abençoe cada filho seu existente na face da Terra.
    Que o Senhor coloque em nossos corações a capacidade de perdoar.
    Assim com o coração limpo, caminharemos no caminho da verdade em busca de ver o mundo cheio de Paz, Amor e Vida em Abundância

    UMA SANTA PASCOA A TODOS OS VIZITANTES DO BLOG ESPECIALMENTE AOS CONTRIBUINTES.
    M.D.

    ResponderEliminar
  14. Depois da semana Santa vem o Domingo de Pascoa .
    De manha íamos a missa . Chegávamos a casa comíamos bolo de azeite com queijo . Preparava-se o bom cabrito ou outra coisa boa que houvesse ,a seguir ao jantar ponha - se a mesa com a melhor toalha que tínhamos um vaso de flores no meio e todas as melhores iguarias da época não faltando as amêndoas ate a limpeza casa era feita como nunca . De manha iam fazer a visita pascal aos Valagotes, quando chegavam comiam e tocavasse o sino avisar e ia começar a visita na terra, como já foi dito ia o Sr. Padre o sacristão com a cruz um rapazinho com a caldeirinha da agua benta para benzerem a casa, toda a família beijava a cruz do CRISTO RESSUSCITADO e diziamos ALELUIA ALELUIA . Quando chegavam ao outeira o meu tio Jose Carau deitava dois ou tres foguetes sinal de alegria e assim se passava o dia .

    BOAS FESTAS

    ResponderEliminar
  15. Obrigada aos que deixaram mensagens neste blogue no fim-de-semana de Páscoa.
    Assim que puder partilharei convosco imagens que documentam as tradições da Páscoa da nossa aldeia e que ainda continuam a repetir-se. Vamos continuar a dar conta da azáfama vivida no Forno Grande na tarde de Sexta-Feira Santa, onde ainda se fazem os tradicionais bolos de azeite e mostrar imagens da Procissão de Domingo de Páscoa.
    Como até à Pascoela ainda é Páscoa, votos de continuação de Boa Páscoa assim como uma semana feliz para todos os amigos bloguistas.

    ResponderEliminar
  16. Uma Feliz e Santa Pascoa, que como diz se extende, ate a Pascoela!
    Sim tem toda a razao, a nossa Pascoa, sem a Santa Eufemia nao era a mesma coisa!

    Um abraco a todos os leitores.

    ResponderEliminar

Não guardes só para ti a tua opinião. Partilha-a com todos.